Página inicial
Quem somos
Quem é nossa cobertura
Galeria de fotos
Galeria de vídeos (novo)
Sites que indicamos
Downloads
Livro de visitas
Fale conosco
Dicionário Bíblico
Artigos/ Estudos
A Rota do Sucesso
Agenda
Aliança e Cobertura Esp.
Casamento
Colaboração/Propósito
Coluna dos adoradores
Como adquirir o CD
Contatos e Convites
Dinâmica / Quebra Gelo
Discografia/Composição
Espaço Mulher
Estudos do Ap.Osmarino
Festas Bíblicas
Homens de Verdade
Igrejas Sob cobertura
Liderança
Missões
Músicas Cifradas
Notícias
Peças Teatral
Redes Sociais
Reflexões/ Meditações
Release / Ap. Osmarino
Seitas e heresias
Seminários
Símbolos Judaicos
Teologia/Hist. Igreja
Visão Celular/Estudos
Bíblia Online
Escolha o Livro
Capítulo Versículo
Palavra(s):
Estatísticas
1854 estudos publicados
1 abençoado(s) conectados
13 colunistas - 232 fotos
230935 acessos


Oferecer sacrifício ao Senhor

Tipo: Coluna dos adoradores / Autor: Diversos Autores

Oferecer sacrifício ao Senhor

Pra. Ana Márcia Britto


Rm 12:1,2 “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis os vossos corpos por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.


Oferecer sacrifício ao Senhor era um ato praticado pelos judeus no deserto, quando Deus instituiu o tabernáculo de Moisés. A palavra sacrifício significa oferecer em holocausto, abrir mão, abdicar, renunciar, sujeitar-se a. O sacrifício é deixar a nossa própria vontade para que a vontade de Deus se cumpra em nós. O versículo acima nos diz que devemos oferecer os nossos corpos em sacrifício ao Senhor, vejamos que tipos de sacrifício poderemos oferecer a Deus:

1. SACRIFÍCIO VIVO:

A palavra de Deus diz que “somos templo do Espírito Santo de Deus” ... Então podemos dizer que, quando estamos no altar somos oferta ao Senhor. Todos os movimentos que fazemos no altar, tanto cantando, tocando ou dançando é um sacrifício em movimento . Quem dança, especificamente, não faz somente movimentos, mas oferece a Deus sacrifício, Ef 5:18. Quando os sacerdotes ofereciam o sacrifício no tabernáculo (Livro de Levítico), eles moviam a oferta viva perante o Senhor antes de sacrificá-la, assim era apresentada perante o Senhor. Quem dança no altar é uma oferta viva para Deus, pois se move em Sua presença. Quando cantamos ou tocamos no altar também emitimos ondas sonoras que são som em movimento, então, posso afirmar que o som que emitimos é uma oferta viva, pois também se move na presença de Deus. Ser sacrifício vivo ao Senhor requer uma postura irrepreensível, uma obendiencia incondicional, e um coração puro, pois só assim acharemos graça perante o Senhor.

1. SACRIFÍCIO SANTO :
Ser santo é ser limpo, separado para Deus. A santidade é a mortificação da carne, do ego. II Tm 1:9, I Pe 2:5” também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo.”. Precisamos entender que o sacerdócio de Deus está sobre nós e precisamos ser santos em todo o nosso proceder. As nossas ações devem espelhar a santidade e o amor de Deus em nós, repelindo toda malignidade e maliciosidade. Quando estamos com Deus temos vida e paz, mas aqueles que andam em carnalidades seu final é a morte. Quem anda na carnalidade não pode agradar a Deus, e não é dEle, pois somente os guiados por Deus são filhos de Deus, Rm 8:5-9,14. Então quem você é para Deus? Carnal ou espiritual? Aqueles que ministram no altar devem ter temor a Deus , pois estão ministrando perante Ele, e tudo aquilo que não provem dEle será exposto. Você não pode esconder o pecado, e tudo o que é podre exala mal cheiro. Mude seu proceder pois Deus é Deus, e com Ele não se brinca. Ele quer de nós uma postura santa para derramar Suas promessas. Que promessas tem os santos de Deus? Vejamos em

Pv 2:6-8: “Porque o Senhor dá sabedoria, da sua boca vem a inteligência e o entendimento. Ele reserva a verdadeira sabedoria para os retos e escudo para os que caminham na sinceridade, guarda as veredas do juízo e conserva o caminho dos seus santos”.

1. SACRIFÍCIO AGRADÁVEL:
Sacrifício agradável é fumaça santa, aquela que ao ser apresentada pode não satifazer o coração do homem, mas satisfaz o coração de Deus. Uma oferta agradável é aquela que cumpre o propósito, Sl 107:21,22. Qual é o propósito? Agradar a Deus. Temos que ter a consciencia de que tudo o que fazemos é para agradar a Deus, por isso não podemos fazer de qualquer jeito, tem que ser com responsabilidade, para saber a boa , perfeita e agradável vontade de Deus.

Quando eu entrego a minha oferta de sacrifício eu sou recompensado, e quando eu agrado a Deus Ele se revela a mim e me mostra a Sua vontade. Não faça as coisas relaxadamente, pague o preço para fazer o melhor. Todo movimento estranho no altar atrae os olhares para mim, é fogo estranho. Quando os olhos estão em mim eu roubo a presença de Deus, a adoração que é dEle. O meu papel é ser um espelho que reflete a glória de Deus e leva o povo para Deus. Quando estou no altar preciso ter vestes santas, que dão liberdade de movimento, mas que não despertem a sensualidade e não defraudem meu irmão, pois ao invez de ser oferta agradável eu me torno um fogo estranho perante o Senhor.

Tenha um espirito quebrantado e um coração compungido e contrito, pois Deus terá prazer em você, Sl 51:17. Fuja dos ventos de doutrina que roubam a nossa visão de Deus e centra no homem. Muitos desses ventos vem com pessoas que não tem conhecimento, estudo e/ou autoridade para ministrar. Para se fazer algo para Deus tem que haver sacrifício, temos que estudar e aprender e nos dedicar para fazer o melhor.

Pessoas que dizem fazer coisas pelo Espírito de Deus, mas não tem nenhuma responsabilidade em estudar, ou se dedicar ao que faz, fazem pela oportunidade e não pelo chamamento, pois o chamamento nos impulsiona a estudar e buscar sempre mais. Quando se trata de ministério, não se pode fazer a obra relaxadamente Jr 48:10a.

A bíblia diz que: “ o espírito está sujeito ao profeta... ICo 14:32,33 ...porque Deus não é de confusão”. O Espírito nos move com libertade, sem constrangimentos, mas está sujeito ao profeta, pois podemos dizer que é de Deus e ser fruto da nossa alma, e tudo o que fazemos deve ser medido pela palavra, porque Deus não se contradiz, não é Deus de confusão, o que Deus fala, Ele mesmo reforça. Justificar o que fazemos associando ao Espirito de Deus é camuflar nosso egoísmo, fazendo com que todos façam o que eu quero em nome do Esp´irito. É muito comum ouvirmos esta frase: “ Deus me disse. . Deus mandou... Hoje Ele te fala...” Muitos discursos tem em suas entrelinhas o Ego. Tudo é em nome do Espírito Santo. Tudo é muito Espiritual, e radical, e se medirmos com a palavra de Deus, não tem respaldo bíblico nenhum. Então me diga, que Espírito é esse? Deus não é um Deus de confusão e não muda a sua palavra, porém ela volta para Ele viva e eficaz.

Deus quer nos ver como sacrifícios vivos ,santos e agradáveis a Ele, não nos conformando com as coisas do mundo, mas transformados pelo poder do seu Espírito e a sua palavra em nós. Ele quer que vivamos em verdade e justiça, Ele quer nos encontrar aprovados, como guerreiros indesistíveis. Ele é o nosso Pai, o amado da nossa alma e para Ele seja sempre a honra a glória e o louvor. Amém.


Fonte: www.shofarmusic.com.br


 

Outros artigos do autor:

As 10 Características das Pessoas Empreendedoras‏
As 4 palavras mágicas do relacionamento humano
O Momento da Verdade do Cliente
O grande segredo das pessoas bem-sucedidas
O Sacerdote na Bíblia